Rotaractianos do 4490 contam sua experiência no maior evento do Rotaract do país

Entre os dias 24 e 28 de janeiro foi realizada a 44ª Conferência Nacional de Rotaract (CONARC) na cidade de
Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. Lá estiveram 4 rotaractianos do Distrito 4490: A Representante Distrital,
Camila Linhares, Henrique Ellery e as irmãs Tárcila e Larissa Coelho. Esta última participou do Concurso Nacional de Oratória. As 3 mulheres fazem parte do Rotaract Club de Teresina Jóquei e Henrique do Rotaract Club de Fortaleza Praia. Pedimos para 2 deles darem um depoimento sobre os dias que viveram na Conarc, que é o maior evento rotaractiano do Brasil:

Camila Linhares: Reunimos em torno de 500 jovens com o ideal de serviço e voltamos renovados. Tivemos a
oportunidade de conhecer pessoas incríveis, conhecer mais sobre o programa, conversar com o editor da revista Brasil Rotary, firmar parcerias e fazer novos amigos. O evento contou com o concurso nacional de oratória, com discursos inspiradores sobre a fim da fome, soluções para a violência contra mulher e diversos outros temas pertinentes. No concurso nacional de projetos tivemos não só um show case dos melhores projetos do país como pudemos ter contato com as pessoas que os realizaram, o que trouxe muitas ideias a serem adaptadas à nossa realidade. Sinto que foram dias intensos de aprendizagem e networking e me orgulho de ter sido uma das representantes do 4490.

Larissa Coelho: A CONARC foi maravilhosa! Ir de uma ponta à outra do Brasil para chegar lá foi só um detalhe. Um
evento que me proporcionou momentos inesquecíveis, principalmente no Concurso Nacional de Oratória: um dia de
confinamento com os demais oradores me fez conhecer pessoas especiais que me fizeram companhia em diversos
momentos do evento. Esse confinamento nos uniu, os oradores dos Rotaracts do Brasil. A viagem de Porto Alegre à
Santa Cruz do Sul foi um marco importante também, me trouxe amizades especiais que me acompanharam por toda
a CONARC. Ser piauiense só ajudou a me destacar, éramos peça muito rara no evento, isso me deu vontade de balançar o Distrito 4490 pra mandar mais representantes no próximo ano. Outro marco importante foi a entrevista ao Jornal local em meio à ação social do evento, fomos escolhidas, eu e Tárcila, por sermos as integrantes, naquele momento, mais distante de casa, isso foi muito especial. Foi lindo conviver com pessoas que carregam meio que os mesmos princípios que carrego. Eis a minha descoberta mais importante: Sabe aquele preconceito regional que existe contra nordestino? Isso não existe dentro do Rotaract.